segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

MOBILIZAÇÃO EM DEFESA DO PISO DO MAGISTÉRIO: Câmara de Sarandi vota reajuste menor que os 13,01% que a lei manda pagar aos professores. 2° votação será nesta terça-feira na Câmara Municipal as 9h.Participe!



O índice oficial do Piso Salarial Nacional do Magistério, foi divulgado pelo MEC no dia 06 de Janeiro (ver imagem), diferentemente dos anos anteriores, quando só era divulgado em março, o que era usado por governadores e prefeitos para atrasar em três meses o pagamento do novo salário, mas agora NÃO há desculpa.
No entanto, fomos surpreendidos hoje com a votação extraordinária, as 9 da manhã, de um reajuste de apenas 6,23% ao magistério (ver imagem), quando deveria ser de 13,01%. Cadê a diferença ( 6,87%)? Será paga? 
Por que não se votou os 13,1% agora junto com os quatro projetos de reajuste que foram enviados a câmara, alia dois deles reajustam o salário do prefeito, vice, cargos comissionados e vereadores.
Lembramos que essa diferença de 6,87% para se chegar aos 13,01% do piso tem que ser paga em janeiro como manda a lei, além disso, deve ser paga a todos os profissionais do magistério e não apenas aos iniciais que estiverem abaixo do piso.
O SISMUS já havia protocolado no dia 15 pedido de reunião com a secretária de educação para tratar do assunto (ver imagem), mas hoje diante da situação enviamos novo ofício (ver imagem) ao prefeito para discutir por que não esta sendo votado a integralidade do índice.
Mas não há tempo para esperar, por isso convocamos todos os profissionais do magistério para junto com o SISMUS se fazer presente na 2° votação do reajuste que acontecerá amanhã as 9h na câmara municipal.
Participe, essa luta é sua!

"Quem não defende as conquistas que tem jamais conquistará outras novas" (Leon Trotsky).

Gestão "Servidores em Luta"