quinta-feira, 30 de março de 2017

Educação em colapso

A educação em Sarandi está à beira do caos devido à falta de professores nas escolas. O problema tem se agravado ano a ano, sem uma postura efetiva dos prefeitos eleitos em contratar novos profissionais. Diversas vezes, o prefeito, Walter Volpato (PSDB) disse em público que contrataria 50 novos professores aprovados em concurso que ainda está vigência, mas levantamento feito pela diretoria do sindicato revela que mesmo com essa nova admissão de profissionais o quadro ficaria incompleto.

De acordo com o estudo feito pela dirigente do Sismus, Alba Soares, com informações retiradas do Portal da Transparência, entre os anos de 2016 e início de 2017, mais de 50 profissionais da educação, entre professores, educadores infantis e supervisores foram em sua maioria exonerados (grande parte porque foram trabalhar em outros locais) ou demitidos (se aposentaram).Segundo informações, um número muito baixo de professores foi demitido por processos administrativos.

Isso evidencia que por mais que sejam contratados 50 professores, estes só vão cobrir a falta de pessoal, ou seja, será apenas uma reposição que não vai resolver o problema da falta de profissionais. Na semana passada, a diretoria do Sismus recebeu a informação da chefia de Recursos Humanos da Prefeitura de Sarandi, de que oito professores seriam contratados para repor a vaga de profissionais que saíram em janeiro deste ano, um número insuficiente para as demandas existentes na rede de ensino.

O Sismus reforça que a contratação de profissionais não vai onerar a folha de pagamento, pois os que entrarem no lugar dos que se aposentaram vão receber bem menos, por estarem no início da carreira. Além disso, a qualidade de ensino no município está prejudicada, com a redução ou falta de hora-atividade para os professores planejarem atividades, corrigir provas e avaliações.

Outra situação alarmante está acontecendo em duas escolas, a Tisuro Tsuji Barros Cunha e Professor Paulo Freire, onde professores de educação física concursados estão assumindo como professores regentes ministrando disciplinas teóricas e de artes. Na Machado de Assis, o sindicato recebeu a informação hoje, de que mais um professor se aposenta ainda essa semana.

Este descaso com a educação em Sarandi, não pode continuar, por isso, o Sismus vai defender a contratação de novos profissionais na reunião com a secretária de Educação na próxima terça-feira, 4 de abril, quando este e outros assunto serão tratados. O sindicato reforça seu trabalho em defesa de uma educação de qualidade para professores e alunos.