terça-feira, 24 de outubro de 2017

Em alerta; Volpato diz que retirou maldades, mas não dá pra confiar!



Na tarde de ontem, segunda-feira (23 de outubro) dirigentes do Sismus estiveram na Câmara de Vereadores onde aguardavam ser recebidos pelos parlamentares para pedir apoio ao projeto de lei do vale-alimentação. Embora tenha sido retirado de pauta por causa da mobilização do sindicato e do impacto negativo devido a série de maldades anexadas ao PL pela administração, os servidores (em assembleia no último dia 10 de outubro) deliberaram por manter o diálogo com os vereadores.

De todos os vereadores, apenas Carlos Roberto Falaschi (PDT) e Eliane Trautwein (PC do B) compareceram à reunião com os dirigentes. Na ocasião, o presidente do Legislativo, disse que se encontrou com o prefeito Walter Volpato (PSDB) e defendeu a proposta do vale-alimentação sem as maldades promovidas pela administração.

Já durante a sessão, Falaschi se pronunciou reforçando a sua fala na reunião. Quem também subiu à Tribuna, foi Volpato; ele afirmou que retirou o projeto, "porque estava naquele momento tirando alguns benefícios do servidor".  O prefeito disse ainda que "a partir de janeiro, todo servidor vai receber R$ 155,00 só os que não quererem trabalhar não vão pegar o vale", concluiu.

Contudo, sabemos que não podemos acreditar no que Volpato diz, portanto, estamos em vigília e em alerta, assim que o projeto chegar à Câmara de Vereadores vamos analisar a proposta para saber se nenhuma outra maldade foi incluída ao projeto.

Dirigentes do Sismus em reunião com Carlos Roberto Falaschi (PDT) e Eliane Trautwein (PC do B)

Servidores acompanhando a sessão do Legislativo