segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Categoria exige ser ouvida!

Na última quinta-feira (11 de janeiro), os servidores aprovaram o índice de reajuste salarial para os trabalhadores do funcionalismo público municipal de Sarandi, entre outras pautas, que você pode ver abaixo:

1) Índice de reajuste de  8% a todos os servidores do quadro geral (2,07% INPC + 5, 93 de aumento real);

2) Aprovação do piso do magistério, de acordo com o reajuste nacional aprovado para 2018 de 2.455,35 centavos, para a classe MA: magistério de 2° grau ou curso normal-nível médio além de garantir diferenciação salarial das demais classes nos índices previstos no Plano de Carreira, Cargos e Remuneração (PCCR) dos profissionais do magistério do município de Sarandi;

3) Implantação de um modelo de assistência à saúde do servidor, a exemplo do SAMA (benefício ao servidores do município de Maringá) ou SAS (benefício a saúde dos servidores Estaduais) ou outro programa de auxílio à saúde do servidor;

4) Imediata realização de laudos periciais para aferição e pagamento de insalubridade e periculosidade, bem como implementação de medidas de redução de riscos e danos à saúde dos trabalhadores;

5) Fim das terceirizações dos serviços públicos municipais na administração direta e na Autarquia Águas de Sarandi;

6) Liberação de outros dirigentes sindicais para o exercício de mandato classista no Sismus;

O sindicato reforça que apesar de os vereadores terem aprovado percentual de reajuste de 3% no início da tarde de hoje (15 de janeiro), a batalha ainda não está perdida. A campanha salarial não terminou e a direção do Sismus exige ser ouvida pela administração. Fique atento aos posts do sindicato, pois uma nova assembleia deve ser marcada na semana que vem.